Alergia a pelo de gato

Anúncios

A alergia ao pelo de gato é uma das alergias animais mais comuns em humanos, afetando um em cada cinco adultos em todo o mundo.

Esta é uma situação real que merece cuidados no seu tratamento e também na prevenção.

Descubra se você tem e como cuidar da alergia a pelo de gato neste artigo.

Anúncios

Se você brincou com um gatinho e imediatamente começou a sentir desconforto e coceira no nariz acompanhado de espirros e olhos vermelhos, provavelmente você é alérgico a gatos.

Saiba o que realmente causa uma crise de alergia, quais são os sintomas e como evitar o problema de uma vez por todas!

alergia a pelo de gato
Dicas para não ter alergia a pelo de gato – Foto: Canva Pro

Quais são as causas das alergias ao pelo de gato?

Ao contrário do que muita gente pensa, as alergias a gatos não têm nada a ver com o pelo do gato em si.

Embora os pelos causem coceira e irritação no nariz, a crise alérgica está ligada a uma proteína presente na saliva dos animais chamada FEL D 1.

Os gatos são conhecidos por sua higiene e por se limparem com a língua, certo?

Então, quando você toma banho, essa proteína se transfere para a pele e o pelo.

E quando você se coça, ela se espalha pelo ambiente e pode acabar causando sintomas alérgicos em pessoas sensíveis.

Uma vez que o FeL D 1 é produzido nas glândulas salivares e sebáceas (pele) dos gatos, mesmo gatos sem pelos ou sem pelos, como Cornish Rexes e Sphinxes, ainda podem produzir alérgenos.

É importante ressaltar que o FeL D 1 pode ficar no ar por horas.

O que significa que, se um gato passar pelo seu quarto, é provável que suas alergias se manifestem, mesmo que em menor intensidade.

Alergias a gatos: sintomas

Embora todos tenham sintomas diferentes, os mais comuns são:

  • espirros e tosse;
  • coceira no nariz, garganta e olhos;
  • nariz entupido;
  • coriza;
  • olhos lacrimejantes e vermelhos;
  • Dificuldade ao respirar;
  • garganta seca;
  • Ponto vermelho.
VEJA TAMBÉM:  Como desenhar um gato

Como saber se sou realmente alérgico a gatos?

Para saber se uma crise de alergia está relacionada a um gatinho doméstico, consulte um alergista.

Esse profissional será responsável por realizar exames que ajudarão a diagnosticar o problema.

Normalmente, seu médico solicitará exames de sangue ou um teste de puntura.

Nesse caso, gotas da substância alergênica são aplicadas na pele do paciente.

A reação do corpo a essas substâncias indica se o paciente é alérgico.

Indicações de como tratar a sua alergia a gatos

Se você for sensível ao Fel D 1, o principal alérgeno do gato, seu médico pode recomendar os seguintes tratamentos:

  • antialérgico;
  • Imunoterapia (vacina contra alergia a gatos);
  • Corticosteróides nasais ou orais.

No entanto, é importante observar que esses tratamentos não curam as alergias à caspa de gato.

Eles são usados ​​apenas para diminuir a resposta do corpo ao alérgeno.

Isso significa que as convulsões ainda ocorrerão, mas serão menos frequentes e menos agressivas.

Que tal erradicar a alergia sem você precisar se afastar dos felinos?

Pense em substituir os alimentos para animais de estimação

Mesmo com o tratamento indicado pelo seu médico, as alergias a gatos podem persistir.

Por isso, é importante incluir outro reforçador que pode resolver essa situação: a ração para animais de estimação.

Existe uma maneira inovadora e eficaz de reduzir os sintomas de alergia reduzindo a exposição do dono ao alérgeno, mas não do gato.

Uma ração foi desenvolvida com tutores ou pessoas que desejam ter um gato em casa, mas possuem alergia a animais de estimação.

Após a terceira semana de alimentação, a dieta reduziu os níveis de FeL D 1 ativo na pelagem e caspa dos animais em média 47%.

VEJA TAMBÉM:  15 arranhadores caseiros para gatos passo a passo

Então, é uma ótima opção para quem quer dar carinho, escovar, brincar e curtir o tempo com seus felinos sem se preocupar com uma crise de alergia.

Para reduzir ainda mais os problemas, controle bem o ambiente, escove seu pet regularmente e siga as orientações médicas.

Aproveite e leia também: Como incentivar o bebê a engatinhar

Dicas extras para aliviar a alergia de gato na sua casa

Se você já tem um gatinho em casa, existem alguns cuidados básicos que você deve incorporar à sua rotina para evitar alergias a bichinhos.

Verificar:

  • Crie uma rotina de escovação para reduzir a queda de cabelo;
  • Ao limpar a casa, não use vassoura para remover cabelos e poeira. prefira panos úmidos e aspiradores de pó;
  • limpar estofados e móveis com mais frequência;
  • Se o seu gato tiver acesso ao seu quarto, troque os lençóis com mais frequência;
  • Invista em um purificador de ar com filtro HEPA para ajudar a remover os alérgenos do ar;
  • A castração pode ajudar a reduzir a quantidade de FeL Di produzida pelo animal.

Agora que você já sabe tudo sobre a alergia ao pelo dos gatos, pode facilmente evitar crises e aproveitar ao máximo o tempo com seus bichinhos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo